As 20 Fases do APQP

Tags:

Saiba quais são as 20 fases do APQP e suas características

1- Deve-se iniciar o processo de desenvolvimento do produto com a decisão do fornecimento através da venda propriamente dita (fechamento do contrato) e com a definição dos requisitos de entrada do cliente que envolve: voz do cliente, experiência de equipe, benchmarks, premissas do produto e do processo, pesquisa de mercado, estudos de confiabilidade do produto.

A seguir são definidos os itens subsequentes:
2- Definidos os requisitos da etapa anterior, através de desenhos e especificações, parte-se para
elaboração do FMEA de projeto (DFMEA) no qual são determinadas as características críticas do
produto em desenvolvimento.

3- As revisões do projeto constituem-se nas reuniões da equipe multidisciplinar de
desenvolvimento do produto, para o acompanhamento dos prazos e das tarefas a serem cumpridas.

4- O plano de verificação do projeto consiste num método para planejar e documentar as atividades
de testes de cada fase do desenvolvimento do produto/processo desde o seu início até o refinamento durante a execução.

5- Tanto para a construção dos protótipos como para o lote piloto (trial run) de produção tem-se a necessidade da garantia do atendimento dos prazos por parte dos fornecedores (subcontratados). Da mesma forma que nos estrutura-se para o atendimento dos prazos de nossos clientes, estes subcontratados devem através de seus APQPS garantir os tais prazos.

6- Similar a etapa anterior, tanto para confecção dos protótipos como das peças do lote piloto, deve-se gerenciar necessidades e prazos para disponibilidade de instalações, ferramentas e dispositivos.

7- Definidas no FMEA de projeto as características importantes do produto, estas são lançadas nos planos de controle do protótipo, os quais definem o sistema, equipamento e a forma de medição a serem utilizados.

8- Com o cumprimento das etapas anteriores, parte-se então para a construção do protótipo.

9- Com a aprovação do protótipo define-se todos os desenhos e especificações como também tem-se uma visão final confirmando sobre a viabilidade do fornecimento (11).
Nesta etapa conclui-se a fase do “Projeto e Desenvolvimento do Produto”, seguindo-se para a fase de “Projeto e Desenvolvimento do Processo”.

A fase “Projeto e Desenvolvimento do Processo” envolve:

10- Elaboração do fluxograma do processo de manufatura, o qual irá facilitar a elaboração do FMEA de Processo.

11- Elaboração do FMEA do processo.

12- Análise dos sistemas de medição para as características levantada no FMEA.

13- Elaboração do plano de controle de pré-lançamento através dos dados do FMEA de processo, mais o MSA.

14- Instruções de processo para o operador.

15- Especificações de embalagens intermediárias e finais.
Terminada esta fase, cumpri-se as etapas referentes à “Validação do Produto e Processo”. Essas etapas são realizadas através dos seguintes itens:

16- Elaboração dos planos de controle de produção a partir do pré-lançamento.

17- Confecção do lote piloto a partir do cumprimento das etapas (6), (7), (10), (11), (15) e (16).

18- Estudo preliminar da capacidade do processo.

19- Teste de validação da produção (PV), que são todas as avaliações realizadas no produto, desde testes de performance a dimensionais.

20- Partindo-se para a aprovação do cliente e posterior entrega da peças em sua planta, conforme etapa (23). Como saída desta fase, algumas outras etapas são sugeridas pela norma QS 9000, conforme mostrado na Figura 5, como por exemplo a contínua busca da variação reduzida, com o aprimoramento dos processos, melhoria no atendimento ao cliente envolvendo a entrega e a assistência técnica, com a busca da satisfação do cliente em todos os aspectos. (fonte: http://qualidadeautomotiva.blogspot.com.br/2009/06/apqp.html)

apqpcom