Produção de veículos avança 28,5%

Tags:

Foram mais de 2,23 milhões até outubro; Anfavea quer 2,7 milhões para o ano

produção de veículos avançou 28,5% no acumulado de janeiro a outubro, quando as linhas de montagem entregaram mais de 2,23 milhões de unidades, entre leves e pesados, de acordo com balanço divulgado na quarta-feira, 8, pela Anfavea, associação das montadoras.

“Estamos caminhando para um bom ano de produção, em linha com a nossa previsão de atingir 2,7 milhões de veículos produzidos no ano”, comenta o presidente da entidade, Antonio Megale, durante a apresentação dos resultados do setor à imprensa, em São Paulo.

Em outubro, com quase 250 mil unidades, houve aumento de 5,3% sobre o resultado de setembro, que foi de 237,2 mil, e alta ainda mais expressiva de 42,2% sobre outubro de 2016, quando a indústria ainda enfrentava uma crise mais intensa e cujo volume não passou dos 176 mil veículos, considerando a soma de leves e pesados.

Ao apresentar os números da indústria, Megale destacou o efeito que a alta da produção tem causado no quesito empregos. Megale lembra que o recorde de trabalhadores afastados foi atingido em março de 2016, com 38.792 pessoas. Os dados agora mostram que em outubro o número de trabalhadores afastados de seus postos, seja por PPE (Programa de Proteção ao Emprego – antigo PSE) ou por layoff fechou em 3.528 pessoas: em setembro, este total era de 5.831.

“São 2.303 funcionários que voltaram aos seus postos, além das 1.866 novas vagas criadas pelo setor desde julho deste ano. O número de afastados está diminuindo, o que mostra uma clara recuperação da capacidade”, afirma Megale.

O executivo acrescenta que a entidade não revisará novamente suas previsões para o ano, mantendo a projeção indicada em setembro, embora Megale admita que alguns dados estão muito próximos de superar a projeção. Para 2017, as montadoras apostam em uma produção de 2,7 milhões de veículos: se concretizado, significará crescimento de 25,2% sobre o volume de 2,15 milhões feitos em 2016.

Assista abaixo à reportagem da ABTV sobre o desempenho da indústria automobilística até outubro:

apqpcom