Arquivo da tag: apqp

Montadoras e sindicatos querem ajuda do governo para pagar salários

Mais-exigências-para-o-programa-Inovar-Auto

Montadoras e sindicatos querem propor ao governo federal um programa de proteção ao emprego. Trata-se de um sistema nacional semelhante ao que existe na Alemanha, onde os trabalhadores possam ser afastados ao invés de demitidos em épocas de crise no setor.

10540

Neste caso, a ideia é que o afastamento seja remunerado e o custo para a empresas seria compensado através de subsídios concedidos pelo estado. Com vendas em baixa, o setor automotivo teme uma crise no Brasil e essa medida seria um paliativo para enfrentar um período de vacas magras.

Atualmente, as empresas já estão dando férias coletivas e reativando programas de demissão voluntária e de “layoff”, que é a suspensão temporária de contratos de trabalho. Nesse último caso, o FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador – é que custeia o pagamento de salário, mas apenas por cinco meses.

Já o sistema nacional de proteção ao emprego no setor automobilístico, teria duração de dois anos, mas sem ser integral. A ideia é que a jornada de trabalho seja reduzida de 20 a 50% e de 60 a 80% do valor das horas seriam custeados pelo governo mediante benefícios fiscais. O restante ficaria à cargo das montadoras.

Fonte: [UOL], [Notícias Automotivas]

O trio de ferro do APQP

Engrenagens do Processo – Fluxograma, FMEA e Plano de Controle

engrenagens-wallpaper-12859

 

O planejamento da qualidade das organizações esta fundamentado num trio muito poderoso: o fluxograma do processo, o FMEA de processo e o Plano de Controle. Sem uma interligação entre eles não se pode dizer que os controles definidos para os processos seja efetivo.

 

Sistemas eletrônicos na produção

030056943_prevstill

 

O uso de sistemas eletrônicos para o gerenciamento de sequencia de produção, como uma receita, é extremamente eficaz para garantir o fluxograma do processo, ordem de execução e atender a qualidade.

 

 

Fonte [Blog Toque de Qualidade - Sergio Canossa]

Fluxograma-O “cara-crachá” do Processo

Imagem1O fluxograma do processo é um documento elaborado para orientar a elaboração do PFMEA, entre outras aplicações. Por recomendação do manual do FMEA 4ª edição é interessante destacar em cada operação quais são as fontes de variação. Também é válido considerar as características definidas na Matriz de Características em cada operação. Diante de tudo isto é importante garantir que seja exatamente como o que se apresenta na realidade da planta produtiva. Como diz o bordão humorístico – deve ser “cara-crachá”. Exatamente o planejado deve ser verificado na fábrica. E vice-versa. Quaisquer divergências devem ser analisadas e ações definidas. Uma falha no fluxograma implica em falhas em outras metodologias.

Fonte [Blog Toque de Qualidade - Sergio Canossa]

7 dicas rápidas para melhorar seus FMEAs

Por se tratar de um documento detalhado, esqueça a ideia de se fazer um FMEA em alta velocidade. Se você deixa para preencher o FMEA hoje porque “Amanhã tem Auditoria!”, entenda o porque você deve mudar este hábito:

 auditoria

1. O FMEA deve ser feito em conjunto, envolvendo pessoas de outras áreas.

Na reunião de ambos os FMEAs devem fazer parte representantes do máximo de departamentos possível!

É interessante que o FMEA tenha a contribuição de todos. É importante que o FMEA seja um FMEA e não um “FMEU“.

2. Faça e mantenha disponível e atualizado um FMEA “Padrão”.

Crie um banco de dados do seu processo. Insira o máximo de Modos de Falha que conhece nesta Database.

Assim, para fazer a elaboração do FMEA para uma auditoria você terá apenas que “modificar” o FMEA que já tem como Padrão.

Atualize-o periodicamente, ou sempre que alguma mudança ocorrer (produto e processo).

3.Reuniões de FMEA.

Reuniões longas e cansativas são improdutivas hoje em dia. Quando planejar a reunião tente focar em pontos específicos. Faça reuniões de no máximo 1 hora.

4.Toda a semana, uma hora por dia.

 Estabeleça uma periodicidade. Reúna os envolvidos no tema e foque no assunto da reunião. Se o assunto passar de uma hora de discussão, continue na próxima reunião.

Criar o “hábito do FMEA” na empresa faz com que ele se torne uma ferramenta viva, dinâmica, e útil.

5. Estude seus FMEAs.

Crie o hábito de ler os FMEAs já submetidos.

É uma excelente dica para rapidamente conhecer as questões-chaves da empresa.

É tão importante registrar uma informação no FMEA, quanto sua agilidade em recuperar essa informação no momento de necessidade.

  Org-Chart-600x400

 6. Mantenha os FMEAs (e o FMEA master) organizados e com fácil acesso.

A melhor forma de controlar e gerenciar os FMEAs é através dos chamados GED – Gestão Eletrônica de Documentos. Ou seja, são sistemas que automatizam a documentação como um todo.

Uma ótima opção de GED é o software QualityManager®, que traz todas as ferramentas para facilitar a elaboração e gestão do FMEA e seus respectivos Planos de Ação.

7. Disciplina

Toda a gestão demanda disciplina. Deve haver um “puxador”, que terá o compromisso de fazer os passos acima acontecer. Conduzir um FMEA não é uma tarefa tão simples. É preciso ter uma visão sistêmica e ser persistente. Mas uma vez que se consiga essa disciplina conjunta, a empresa evolui e passa a ter domínio completo do seu know-how, produzindo com eficácia.

Produção da Ford na Rússia pode parar por causa da crise na Crimeia – Volkswagen mantém investimentos

A situação da Rússia está se complicando cada vez mais com a anexação da Crimeia após um referendo popular considerado ilegal pela Ucrânia e outros países da Europa e EUA.

Ford-Russia-Assembly-Line

Linha de Produção da Ford na Rússia

Diante de novas retaliações por parte do governo americano e União Europeia, a Ford pode parar a produção na Rússia por até dois meses. Além da crise política, a Ford também considera a situação econômica no país, que se agravou ainda mais este ano.

Com a desvalorização do rublo, as vendas de carros caíram, embora as vendas de SUV estejam em alta, pois o consumidor russo considera mais este tipo de veículo do que sedãs ou hatches, por exemplo. Em torno de 30% do mercado local é dominado pelos utilitários esportivos.

Assim, a Ford pode parar temporariamente a produção do Focus e do Mondeo, feitos pelo Soller. As taxas de juros também subiram na Rússia, fazendo com que o crédito fique mais caro. Outro aspecto é que a instabilidade econômica se agravou com a crise na Crimeia.

Vladimir Putin

Putin ao lado da Volkswagen Touareg

Nos dias após o início do processo de independência da província ucraniana, o rublo perdeu 17% de seu valor e já acumula 10% de queda no primeiro bimestre. Especialistas dizem que o PIB russo terá crescimento mínimo em 2014. Mesmo diante disso, a Ford espera triplicar suas vendas no país com aumento da produção para 350.000 carros por ano.

Fonte: http://www.noticiasautomotivas.com.br/

quality-manager-topo

Nova versão do Software QualityManager®

Atualização QualityManager®  – Versão 3.5

É com grande satisfação que anunciamos para esse mês o lançamento da versão 3.5 do software QualityManager®, trazendo um layout mais moderno e novas funcionalidades com o objetivo de facilitar a utilização.

O software QualityManager® é uma solução para web desenvolvida pelo Grupo Cyber1 com o objetivo de gerenciar, elaborar e armazenar todos os dados requeridos durante o Planejamento Avançado da Qualidade e foi desenvolvido com base nos manuais da AIAG, Automotive Industry Action Group, adaptados aqui no Brasil pelo Instituto da Qualidade Automotiva, o IQA

Dentre as diversas melhorias, destacamos:

Gerenciamento de Plano de Ações do FMEA

A elaboração e controle dos NPR’s sempre esteve presente em nossa solução. Porém, para potencializar o gerenciamento dos FMEA’s criados no QualityManager, trazemos o módulo de Plano de Ações, onde os usuários do software, têm a opção de visualização de um painel de gerenciamento dos planos em aberto.

Alteração em MSA/Linearidade - O QualityManager 3.5 também oferece uma nova característica no estudo de Lineridade. De acordo com o manual MSA 4ªedição, são exigidos no mínimo 5 requisitos para realização dos estudos de linearidade, pensando na facilidade para o usuário, foi desenvolvida uma melhoria na qual o usuário tem a opção de repetir o mesmo requisito dentro do estudo em questão.

Controle de Permissões de documentos inseridos ao PPAP - Através de uma nova opção na inclusão de documentos, o usuário do sistema passa a ter controle sobre a confidencialidade dos documentos atrelados ao seu PPAP perante ao seu cliente.

Novo modelo de formulário de Instruções de Trabalho – Da detecção da necessidade de um de nossos grandes parceiros, surgiu o desenvolvimento do novo formulário para documentação das instruções de trabalho, que trará uma facilidade ainda maior na elaboração das normas da linha de produção.

Determinação de Inspetores Responsáveis no Controle de Entregas – Agora, os administradores da organização, podem definir e controlar suas entregas, tendo a opção de determinar os responsáveis por este processo.

Vale lembrar que essas melhorias não afetarão a atual usabilidade do sistema, muito menos impactarão em seu banco de dados. As novas funcionalidades e melhorias no sistema que contribuirão para o aumento de sua produtividade.

Também preparamos um novo treinamento, on-line e gratuito, para que os usuários possam desfrutar dessas novas melhorias e aprimorar seus conhecimentos em nossa ferramenta. Caso tenha interesse em conhecer as novas funcionalidades do sistema e se aprofundar ainda mais no sistema, favor entrar em contato pelo e-mail, qualidade@cyber1group.com, e solicitar seu acesso.

Serviço nas nuvens para controle da qualidade automotiva, o QualityManager®.

Trata-se de um software desenvolvido com o propósito de gerar, gerenciar, armazenar e enviar informações requeridas pelo Planejamento Avançado da Qualidade do Produto – APQP, conforme manual editado pelo IQA - Instituto da Qualidade Automotiva, baseado no Advanced Product Quality Planning – APQP desenvolvido pelo Automotive Industrty Action Group – AIAG.

Continue lendo

Lançadas atualizações dos manuais APQP e FMEA

Instituto da Qualidade Automotiva

As novas atualizações dos manuais ‘FMEA – Análise de Modo e Efeitos de Falha Potencial – 4ª edição’ e ‘APQP – Planejamento da Qualidade do Produto e Plano de Controle – 2ª edição’, da AIAG (sigla inglesa para o Grupo de Ação da Indústria Automotiva), foram lançadas em julho em suas edições originais, chegam ao mercado em língua portuguesa por volta de setembro/outubro. O grande diferencial em ambas as versões é o foco no cliente em todas as fases de desenvolvimento do produto, para minimizar o risco de alterações e, principalmente, atender as expectativas do mesmo. As publicações foram traduzidas para o português pelo IQA (Instituto da Qualidade Automotiva) com exclusividade.

Continue lendo

Você sabia que existe cursos em universidades para APQP?

O Centro Universitário de Belo Horizonte, O UniBH, oferece cursos de extensão de curta duração para as ferramentas da Indústria Automotiva, como o FMEA, APQP, PPAP, CEP e MSA.

Curso Superior de APQP

Curso Superior de APQP

O UniBH está instalado em três unidades, localizadas nos bairros Lagoinha, Lourdes e Estoril, e equipadas com recursos tecnológicos e laboratoriais de ponta, para oferecer aos nossos 15 mil alunos e 1.500 colaboradores uma estrutura física completa.

Continue lendo

O que é APQP?

Manual do APQPAPQP –  Advanced Product Quality Planning (planejamento avançado da qualidade do  produto) – Trata-se de um método estruturado e estabelecido para  garantir o  atendimento do nível da qualidade nos prazos estipulados pelo cliente e é  definido pelo manual APQP da AIAG     (Automotive  Industry Action Group).

Continue lendo